Onde vivenciar o Orgulho na Europa

Dicas de viagem

O orgulho está no ar! Por isso, reunimos os melhores destinos na Europa para vivenciar as celebrações da comunidade LGBTQ+. Seja em marchas com bandeiras do arco-íris em ruas de paralelepípedos, seja em shows ao ar livre com competições de drag e voguing, você não vai se arrepender de celebrar o amor nessas cidades europeias.

Manchester, Reino Unido

Manchester mostra toda sua inclusão no fim de semana da Parada.

Manchester mostra toda sua inclusão no fim de semana da Parada.

A cidade de Manchester teve um papel essencial no movimento gay do Reino Unido nos anos 60. A cidade continuou na linha de frente pelos direitos LGBTQ+ durante os anos 80 e hoje abriga a segunda maior comunidade LGBTQ+ do país.

A Parada da cidade teve início em 1986, quando a Câmara Municipal de Manchester financiou uma festa de rua de duas semanas na Oxford Street dedicada à comunidade gay. Desde então, a cidade ficou famosa por suas festas do Orgulho, que reúnem dezenas de milhares de pessoas do mundo todo. Neste ano, a festa acontecerá de 26 a 29 de agosto de 2022.

A principal atração é a Parada do Orgulho de Manchester, que reúne aliados, ativistas e pessoas LGBTQ+ em uma marcha pelas ruas de paralelepípedos. É uma manifestação vibrante e um verdadeiro “protesto em festa”. Também há um evento pago, chamado ‘Gay Village Party’, com quatro dias de apresentações ao vivo, gastronomia, atividades voltadas para famílias e muito mais. Depois de toda essa comemoração, volte para o The Edwardian Manchester, A Radisson Collection Hotel e passe uma noite de luxo no centro da cidade.

Berlim, Alemanha

Nada melhor do que festejar em Berlim por uma boa causa, e o CSD faz exatamente isso.

Nada melhor do que festejar em Berlim por uma boa causa, e o CSD faz exatamente isso.

A Parada do Orgulho de Berlim é uma das melhores festas de rua do mundo. Conhecida por suas baladas e mentalidade liberal, a cidade mostra toda sua energia na celebração do Orgulho. Neste ano, a festa acontece em 23 de julho de 2022.

Cerca de meio milhão de pessoas participam da Parada de Berlim – também conhecida como Christopher Street Day, ou CSD – o que faz dela a maior celebração do Orgulho de toda a Europa. Em meio à infinidade de pessoas e festas, a história da comunidade LGBTQ+ é relembrada durante todo o evento. A primeira Parada de Berlim ocorreu em 1979, com a participação de 450 pessoas. Na época, era mais um protesto do que uma festa. Era um evento em memória da Rebelião de Stonewall, a primeira revolta em grande escala de pessoas LGBTQ+ contra a brutalidade policial. Hoje, a Parada do Orgulho de Berlim presta homenagem ao passado com uma série de workshops educacionais e marchas de protesto pelo centro da cidade.

A cidade inteira celebra o Orgulho durante o fim de semana, com exibições de filmes ao ar livre e festas em casa. A Parada em si vai de Kurfürstendamm até o Portão de Brandemburgo, onde a animação dura até tarde da noite embalada por shows cheios de energia. Após a festa, descanse em uma cama confortável no Hotel KPM Hotel & Residences, que fica pertinho do Portão de Brandemburgo.

Edimburgo, Reino Unido

As ruas e vielas antigas de Edimburgo ganham cor durante a Parada.

As ruas e vielas antigas de Edimburgo ganham cor durante a Parada.

Imagine o cenário de contos de fada de Edimburgo em meio a uma festa de glitter: essa é a Parada do Orgulho da cidade. Com raízes que datam de 1988 – quando a festa era grosseiramente conhecida como “Lark in the Park” [Gandaia no Parque, em tradução livre] – o evento afirma ser a maior celebração em prol da diversidade na Escócia. E com toda a razão: a Parada do Orgulho de Edimburgo gira em torno da representatividade, sendo um espaço de debate sobre questões mundiais, assim como de luta pela igualdade e pelos direitos interseccionais. Mas sem deixar de lado a diversão, é claro.

Celebrada neste ano em 25 de junho, a Parada tomou as ruas antigas de Edimburgo, com muitos desfiles, bares temáticos e pontos de entretenimento pela cidade. Esse evento é quase todo organizado pela comunidade local. Isso significa que, mais do que brilho e glamour, aqui é possível curtir as iniciativas da população e seu importante papel na cultura LGBTQ+ de Edimburgo. Fique no ultramoderno Market Street Hotel, que fica pertinho da agitação das festas.

Amsterdã, Países Baixos

Do Canal Pride à Pride Beach – escolha sua festa em Amsterdã.

Do Canal Pride à Pride Beach – escolha sua festa em Amsterdã.

Também conhecida como a Cidade do Pecado da Europa, Amsterdã não poupa esforços nas sua festa do Orgulho, que dura vários dias e celebra todo o espectro do arco-íris. Primeiro país a legalizar o casamento homoafetivo, os Países Baixos percorreram um longo caminho em 26 anos, graças às suas leis inclusivas combinadas com a atitude tipicamente holandesa de “vale tudo”. Neste ano, as celebrações do Orgulho em Amsterdã vão durar 9 dias, de 30 de julho até 7 de agosto de 2022.

Do famoso Canal Pride, onde carros alegóricos flutuam nos canais da cidade, ao Pride Walk, Pride Park e Pride Beach, não faltam celebrações de Orgulho para aproveitar o dia. Há mais de 300 eventos planejados, e o tema deste ano é: “Meu gênero, meu orgulho”. Esse tema convida os participantes a abandonarem ideias heteronormativas de gênero e a desconstruir noções sociais de homem e mulher – e tudo o que essas categorias implicam.

E para quem quer conhecer outras cidades, há também a Parada de Utrecht, que neste ano ocorreu em 4 de junho de 2022. A apenas 20 minutos de carro de Amsterdã, a cidade de Utrecht e seus canais rodeados por cafés ganham cor com as festividades que ocorrem durante a Utrecht Canal Pride. As festas de rua aqui não tem fim e são celebradas sem limites claros entre os parques públicos, os bares e os terraços privados da cidade. Há shows até tarde da noite para se divertir. Quando você quiser voltar a Amsterdã, haverá um quarto aconchegante te esperando no Eden hotel Amsterdam, a uma curta distância de carro.

Paris, França

A Parada de Paris, com seus diversos eventos voltados à comunidade LGBTQ+, é sempre uma boa ideia.

A Parada de Paris, com seus diversos eventos voltados à comunidade LGBTQ+, é sempre uma boa ideia.

Há lugar mais romântico do que Paris, com sua linda vista da Torre Eiffel, para celebrar a liberdade de amar quem quisermos? A Parada de Paris, conhecida como Marche des Fiertés LGBT, ocorreu em 25 de junho neste ano, percorrendo os bairros mais famosos da cidade. As celebrações, totalmente lideradas por voluntários, são um espetáculo visual que rejeita todas as formas de discriminação e ódio.

A Parada de Paris tem mais de 50 anos – tendo surgido no fim da era boêmia da cidade, quando a capital era considerada o paraíso dos chamados Libertines. Hoje, quase 700.000 pessoas se reúnem para a Parada todos os anos, muitas com trajes e adereços de fazer Luís XIV morrer de inveja.

A celebração conta com festivais, eventos ao ar livre, música e workshops. Ao entardecer, a festa culmina no bairro gay de Paris, o Le Marais. Ali, bares e cafés promovem festas temáticas que duram a noite toda. Após toda essa diversão, volte à luxuosa acomodação Maison Bréguet, onde você pode tirar seus sapatos de dança e se preparar para uma boa noite de sono na Cidade do Amor.

Entre no clima do Orgulho com essa playlist com músicas icônicas, de Madonna a MIKA.

Escolhemos estes artigos para você

Parada do Orgulho LGBTQ+ de Amsterdã: o guia

Uma celebração LGBTQ+ como nenhuma outra.

Cinco parques temáticos imperdíveis na Europa

Da montanha-russa mais rápida do Reino Unido até xícara maluca para toda a família.

Melhores praias da Flórida para festejar

As melhores praias do Estado Ensolarado para curtir momentos inesquecíveis.

Cinco viagens para fazer antes da chegada do bebê

Aproveite ao máximo o sossego que ainda existe visitando estes destinos super tranquilos.

5 resorts de spa no Reino Unido que cabem no bolso

Momentos de luxo que não te deixam no negativo.

As maiores belezas naturais da Croácia

A paisagem da Croácia é cativante e conta com ilhas fantásticas e belíssimas cachoeiras.