Alterar idioma

Mini-férias românticas pra quem odeia romantismo

Para pessoas que estão apaixonadas mas ao mesmo tempo não gostam de clichês, planejar uma viagem romântica de fim de semana pode ser uma pequena tortura. Para aliviar esta tensão, seguem alguns destinos para casais que odeiam romantismo.

Nápoles, Itália

Pompéia à sombra do Monte Vesúvio

Pompéia à sombra do Monte Vesúvio

Localizada aos pés do Monte Vesúvio, Pompéia é a cidade onde ocorreu a erupção vulcânica mais conhecida da História. Basta uma caminhada pelas ruas desta antiga cidade Romana para notar o poder de destruição da natureza e como a vida desta movimentada região parou no tempo.

De romântico este destino não tem nada, mas compartilhar esta grande imersão na história é uma experiência que vale a pena curtir a dois. Após passar o dia todo explorando a região, curta um jantar no Home Max. As velas são opcionais, já que um pôr do sol deslumbrante é sempre garantido.

Tóquio, Japão

O horizonte de Tóquio

O horizonte de Tóquio

Quando o assunto é evitar o romantismo, visitar um país onde há protestos ‘anti-romance’ parece ser uma opção segura. Ainda que você não queira participar dos protestos, Tóquio ainda é um destino e tanto pra quem não curte romantismo, já que a a agitação da cidade tem atividades para todos os gostos.

Depois de um dia de compras, boa comida e passeios pela cidade entregue-se ao sossego com um bom livro no Book and Bed, ou então passe a noite no Park Hyatt Tokyo, cenário de um filme obrigatório antes de ir ao Japão - Encontros e Desencontros (Lost in Translation).

Anglesey, País de Gales

Puffin Island, no País de Gales

Puffin Island, no País de Gales

O País de Gales é outro destino onde as manifestações românticas são o oposto do que se vê pelo mundo. Os galeses comemoram o dia de Saint Dwynwen, o santo padroeiro dos apaixonados, em 25 de janeiro – o que torna o local ideal para um refúgio de Valentine’s Day para os não adeptos a romance.

Os viajantes que querem ficar longe disso tudo, principalmente das flores e corações, vão adorar Anglesey. Sendo a maior ilha do País de Gales, Anglesey é repleta de pontos turísticos históricos e cercada de lindas vistas do mar. Ou, caso você queira dar uma escapadinha ainda maior, Puffin Island fica a uma curta viagem de barco.

Rotorua, Nova Zelândia

Whakarewarewa Valley, em Te Puia, Nova Zelândia

Whakarewarewa Valley, em Te Puia, Nova Zelândia

A atividade termal de enxofre que envolve Rotorua deu a este destino o apelido de ‘Cidade vulcânica’, mas o gêiser Pohutu, de 30 metros de altura, também faz parte da fascinante cultura Maori. Visite o Whakarewarewa Valley para ver as piscinas termais de lama e observar as frequentes erupções de gêiseres.

Mesmo com toda essa fascinante atividade geotermal, caso você prefira se afastar dessa região, reserve algumas diárias nestes apartamentos e aproveite a piscina aquecida geotermicamente.